Toulouse-Lautrec: um pioneiro no poster design

Por Andrei W. Müller, | Categoria: Sem categoria

Henri de Toulouse-Lautrec foi um artista que revolucionou o design de cartazes. Saiba mais sobre sua vida e obras.

Jules Chéret foi o responsável pelo avanço do processo de impressão litográfica para a impressão de pôsteres ilustrados, mas foi Henri de Toulouse-Lautrec que revolucionou seu design, fornecendo um rígido contraste aos trabalhos mais ilustrativos criados pela maioria de seus contemporâneos.

Em 1892, Toulouse-Lautrec criou uma impressionante dupla de cartazes do celebrado cantor de cabaré parisiense Aristide Bruant. O primeiro foi usado para divulgar a aparição de Bruant como convidado no Ambassadeurs, um dos principais clubes de cabaré da época.

O outro cartaz foi reprovado pelo gerente, mas Bruant ameaçou parar de se apresentar a menos que fosse exibido no palco e colocado nos muros de Paris. Quando Bruant encomendou um segundo cartaz para um compromisso no igualmente renomado clube de cabaré Eldorado, Toulouse-Lautrec usou a mesma imagem novamente, mas invertida.

Ambos os pôsteres são notáveis pelo modo como o corpo e o perfil volumoso de Bruant foram corajosamente recortados e emoldurados.

Aparecendo como um personagem de cavaleiro usando um grande chapéu de feltro, longo cachecol vermelho e capa azul escura, Bruant foi desenhado com considerável talento, usando pinceladas largas para os contornos e textura de crachis (respingos de tinta) para o cabelo, luvas e bastão. Acredita-se que a figura sombreada ao fundo seja o próprio artista.

O primeiro design de poster de Toulouse-Lautrec (1891) foi para o popular cabaré de Montmartre, o Moulin Rouge. As duas figuras principais do cartaz representam Louise Weber, conhecida como “La Goulue” (a glutona) e seu parceiro Jacques Renaudin, conhecido como “Valentine le Désossé” (o desossado), dançando quadrilha.

O que torna o trabalho seminal é sua simplicidade. A perspectiva achatada, enfatizada pela fila de silhuetas de espectadores ao fundo (todos personagens associados ao Moulin Rouge, incluindo a dançarina Jane Avril e o próprio artista), deve-se muito à fascinação de Toulouse-Lautrec com a ilusão espacial das xilogravuras japonesas.

As letras (que não foram feitas por Toulouse-Lautrec) são brutas e irrefletidas, mas não diminuem o apelo geral do design.

Era comum que pôsteres dessa época fossem impressos em várias folhas pela sua escala mas, excepcionalmente, “Moulin Rouge, La Goulue” foi impresso em duas folhas do mesmo tamanho com uma faixa estreita adicionada à parte superior para completar as letras escritas à mão.

Ao abraçar as restrições comerciais impostas pelo formato de poster e tratar os gráficos e imagens do design de pôsteres como uma entidade completa, a obra de Toulouse-Lautrec tornou-se referência para as gerações futuras.

Em 1924, o design de pôsteres Edward McKnight Kauffer escreveu que os desenhos radicais, mas simples, do artista “passaram como um cometa sobre a maior parte do hemisfério Ocidental”.

A vida de Toulouse-Lautrec

Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901) foi um pintor conhecido por retratar a vida boêmia de Paris no final do século XIX, dando início ao estilo que mais tarde seria conhecido como Art Nouveau.

The Phaidon Archive of Graphic Design – ID B027

Toulouse-Lautrec nasceu em uma família nobre e, devido ao parentesco de seus pais, desenvolveu uma doença rara (que mais tarde seria batizada com o seu nome) e afetou o crescimento dos ossos de suas pernas, fazendo com que tivesse baixa estatura.

Grande frequentador de cabarés e da vida noturna parisiense, o artista pintou quadros a óleo, aquarelas, desenhos, gravuras e cartazes com cores vibrantes e um estilo característico.

Suas obras retratavam de maneira realista o ambiente dos cabarés e personagens boêmios, trabalhadores e modelos com quem conviveu durante o período em que viveu na cidade.