McDonald’s: a história do símbolo mais famoso do mundo

Por Andrei W. Müller, | Categoria: Design, Sem categoria

mcdonalds

Um dos designs mais reconhecíveis e icônicos do mundo, o logotipo do McDonald’s foi mais um produto de oportunismo e acaso do que um design intencional.

O primeiro restaurante do McDonald’s abriu em maio de 1940 em San Bernardino, Califórnia, como um drive-in. Em 1948, os irmãos Richard e Maurice McDonald retiraram os funcionários que entregavam os lanches para os clientes dentro dos carros, diminuíram as ofertas de comidas para viagem, criaram um processo de linha de montagem chamado Speedee Service System e criaram o primeiro hambúrguer fast food do mundo.

Alguns anos depois, em 1953, Richard McDonald, com a ajuda do criador de marcas George Dexter, desenhou dois arcos dourados como um detalhe atrativo na arquitetura de um segundo restaurante McDonald’s em Phoenix, Arizona, que está em funcionamento até hoje.

Em 1961, o McDonald’s, que na época havia se tornado uma pequena franquia, foi comprado por Ray Kroc, um empresário de Oak Park, Illinois. Nos anos 1960 a empresa decidiu modernizar o logotipo e remover os arcos dos edifícios desenhados por Richard McDonald, mas o consultor em design e psicólogo Louis Cheskin o aconselhou a não fazer as alterações.

Ao invés disso, Fred Turner, um funcionário do McDonald’s que mais tarde seria CEO, desenhou um V para o novo logotipo formar um M. O símbolo mais tarde seria alterado por James Schindler, diretor de engenharia e design, e na época consistia em dois arcos dourados atravessados pela barra da fachada das lojas.

Em 1968 a faixa diagonal foi eliminada e o nome McDonald’s foi adicionado. A empresa então demoliu os restaurantes projetados por Richard McDonald e os substituiu por uma construção feita de tijolos vermelhos e telhados com mansardas. Nesta época, a empresa operava mil restaurantes e, em 2008, o McDonald’s alcançou mais de 30 mil unidades ao redor do mundo.

O McDonald’s gasta mais dinheiro em marketing e propaganda do que qualquer outra empresa e atualmente substituiu a Coca-Cola como a marca mais famosa do mundo. Significando mais do que fast food, o logotipo do McDonald’s passou a simbolizar a própria cultura das corporações globais.

A modernização do McDonald’s

Criada pelos irmãos Richard e Maurice McDonald, a rede de lanchonetes se tornou uma corporação global após a compra da empresa pelo vendedor Ray Kroc por US$ 2,7 milhões (atualmente cerca de R$ 10 milhões). Em 1968, quando o logotipo foi alterado para se tornar um M, a empresa também mudou o estilo dos restaurantes, trocando o modernismo das lojas projetadas por Stanley Clark Meston para o estilo retrô que continua até hoje.

Desde então, o logotipo foi modernizado várias vezes e ganhou algumas sombras, mas se manteve fiel à ideia dos dois arcos dourados. No entanto, mesmo sendo uma marca característica com significado além da rede de restaurantes, a cor dourada não está presente em todas as fachadas das lojas.

Em um restaurante McDonald’s no Arizona, Estados Unidos, o famoso M tem cor turquesa para se adequar à paisagem local. Além deste, uma loja na Califórnia tem o símbolo em preto, enquanto as unidades da Champs-Elysées, em Paris e de Bruges, na Bélgica, contam com os famosos arcos na cor branca.

Fontes:

The Phaidon Archive of Graphic Design: ID I013

https://www.bbc.com/portuguese/vert-cul-42204285