Humans of New York: a história, além do retrato

Por diandra, | Categoria: Fotografia

Fotógrafo estadunidense retrata pessoas comuns e suas histórias de vida em Nova Iorque

‘’Hey guys, can I take a picture?’’, é geralmente com essa pergunta, que o fotógrafo Brandon Stanton consegue os retratos de pessoas comuns. O projeto iniciado em 2010, já possui mais de 12 milhões de seguidores nas redes sociais, que acompanham diariamente o retrato e a história de vida de estranhos que circulam por Nova Iorque.

Durante os 5 anos de projeto, o fotógrafo registrou cerca de cinco mil retratos, e escreveu mais de 50 histórias. O Humans of New York, carinhosamente apelidado por HONY pelos seguidores, acabou por inspirar uma tendência mundial. Há registro de projetos similares em várias partes do mundo, como também no Brasil como o Humans of Curitiba, Humans of São Paulo, entre outros.

Brandon traz junto com as fotos, um pequeno diálogo, descrevendo sentimentos, ideias, desejos, sonhos das pessoas fotografadas. E o mais interessante do projeto é que ele vai além da fotografia.

Na maioria das vezes, não sabemos a origem, e nem a história que uma imagem carrega. A fotografia permite eternizar um instante, que como dizia o fotógrafo Roland Barthes, não pode jamais se repetir da mesma forma. Mas em alguns casos, ela não se explica por si só.

Humans of New York se torna tão inovador, porque ele vai além do que os olhos veem, além das suposições e impactos que uma fotografia pode nos causar quando a vemos pela primeira vez. O fotógrafo registra a imagem, também com palavras.

Além de proporcionar os retratos com histórias de vida, o fotógrafo registra também pessoas com roupas diferentes e de culturas diferentes. O projeto também visitou países como o Iraque, Jordânia, Iran, Ucrânia, Afeganistão. E por ter suporte da Organização das Nações Unidas (ONU), o projeto vai iniciar uma volta ao mundo, retratando a realidade de pessoas desconhecidas, gente comum.

Solidariedade: Humans of New York também se tornou uma rede colaborativa

 

As publicações do HONY chegam a mais de 12 milhões de usuários só no Facebook, sem contar outros seguidores via tumblr e youtube. Após a publicação do retrato de um garoto falando sobre a orientadora em sua escola Mott Halls Bridges Academy, o projeto conseguiu arrecadar mais de 1,4 milhões de reais, que foram doados para a instituição. A escola localizada em um dos bairros mais perigosos de Nova Iorque, agora pode proporcionar aos jovens projetos extracurriculares como visitas a universidade e programas de verão.

Mas nem toda ajuda vem de grandes doações, pessoas já conseguiram emprego e encontraram o amor da sua vida através do Humans of New York. Muitas vezes a ajuda vem de pessoas dos próprios comentários. Nos separamos alguns deles pra você, e a página do projeto você acessa aqui.