Histórias fotográficas de Amos Chapple

Por Riven Melito, | Categoria: Fotografia

Muitos dizem que fotografar é simples. “Tudo o que você precisa fazer é apertar um botão. Qual a dificuldade nisso?”. Bem, apertar um botão é simples, mas captar o tipo de imagem que este fotógrafo consegue é uma outra história. Conseguir encontrar a imagem certa, o enquadramento certo, a luz certa dentro de tudo o que acontece ao nosso redor naquele específico instante. Fácil? Amos Chapple está lá exatamente para isto.

O fotógrafo neozelandês viaja o mundo todo para encontrar as imagens mágicas que cria. Sim, a imagem está lá, ele só precisou apertar um botão. Ah, mas que apertar de botão mais interessante, que gera imagens tão bem colocadas. Chapple trabalhou por muitos anos em jornais, grandes revistas e até mesmo para a Unesco, retratando mais de 67 países, a ponto de dizer que praticamente só conheceu bondade e generosidade nas pessoas. E isto é o que ele pretende retratar, essas histórias do mundo inteiro em imagens de tudo aquilo que ainda não destruímos.

Belos trabalhos em terra. E o fotógrafo utiliza-se também  de câmeras montadas sob drones para conseguir ângulos inusitados e belíssimas imagens aéreas de localidades no mundo todo. Sempre que vai fotografar alguma cena, forma-se uma aglomeração de curiosos para testemunhar o processo, o que na concepção do profissional atrapalha o resultado (fotografar dezenas de pessoas olhando para o drone não fica bom, né?). Por este motivo prefere fotografar a partir de locais com poucas pessoas. E em certos casos, locais que tenham uma certa poluição sonora natural, para que não percebam o drone sobrevoando (como a cena da praia).

Confira também o site do artista.

Riven tem a arte como motivadora, a música como inspiração e o planejamento como instituição. Esta junção dos dois hemisférios do cérebro garantem uma abordagem diferenciada e eficiente na resolução de tarefas e problemas.